fbpx

CASES LINKLAB

Startup Equilibrium recebe aporte de R$ 1 milhão da Invisto

Empresa participa do programa de inovação aberta LinkLab, da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), e atua no aquecido setor de logística

Na contramão da crise, a Invisto – maior hub de investimentos em venture capital da região sul do Brasil – é a prova de que a pandemia do novo coronavírus não está atrapalhando as rodadas de investimento das startups. Referência para investidores que buscam oportunidades em scale-ups localizadas em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, a gestora acaba de anunciar o aporte de R$ 1 milhão na Equilibrium, empresa de Florianópolis que otimiza e gerencia o processo logístico de mercadorias no país.

De acordo com Marcelo Wolowski, CEO da Invisto, duas são as principais motivações para investir na Equilibrium. A primeira é a relação de longa data com os fundadores da Equilibrium e a participação ativa deles nos programas estratégicos da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), em especial o Grupo Temático de Investimentos, dirigido por Wolowski. O segundo fator é a semelhança da empresa com a Axado, investida em 2013 e vendida para o Mercado Livre em 2016. “Diferentemente da Axado que iniciou suas atividades junto ao e-commerce, a Equilibrium trabalha junto a indústrias e varejistas que precisam entender o oferecer melhores soluções de logística para uso interno e para seus clientes.

A Equilibrium integra o LinkLab, programa de inovação aberta da entidade que conecta startups a médias e grandes empresas. Por meio do programa, a startup passou a fechar negócios com grandes empresas, como Havan, Hippo, Clamed, Grupo Pereira, entre outros. Isso acelerou o crescimento da Equilibrium e sacramentou a percepção da Invisto de que se tratava de mais um bom investimento.

 “Estamos em Santa Catarina e temos facilidade em acompanhar o crescimento e a evolução das scale-ups do sul do Brasil, apoiando os empreendedores e fortalecendo o ecossistema. Esse triângulo entre empresários, ACATE e o Fundo é a garantia de que participamos dos negócios que a gente ajuda e a segurança de que todos os players do setor estão conectados”, explica Wolowski.

 O investimento na Equilibrium acontece em um momento onde o isolamento social decorrente da pandemia do novo coronavírus fez crescer ainda mais a demanda por soluções inteligentes na área de logística. Por meio da inteligência artificial, a plataforma conecta empresas que têm necessidade de transporte de cargas às melhores transportadoras, priorizando a opção com o custo-benefício mais vantajoso. Com o montante recebido, os sócios esperam evoluir a tecnologia para atuar em toda cadeia de suprimentos.

“Somos uma plataforma de Digital Supply Chain e começamos pelo segmento de transportes, onde as dores dos clientes ainda são muito grandes, mas estamos expandindo com soluções para gerenciamento das atividades de todo fluxo logístico, da separação dos produtos até a entrega aos clientes finais “, afirma Marcos Arante, CEO da Equilibrium.

Na foto os sócios da Equilibrium, Marcos Arante (de preto) e Fábio Nunes (de branco) no LinkLab Primavera.

 

   

Hippo triplica entregas diárias em parceria com startup de logística Equilibrium

Tecnologia otimizou as entregas durante a pandemia e ajudou a atender a alta demanda gerada pelas vendas Com o aumento nas vendas desde o início da pandemia da Covid-19, os supermercados, além de tomar as medidas de precaução nas lojas físicas, precisaram se adaptar para o crescimento do comércio online. Uma pesquisa realizada pela consultoria Ebit/Nielsen no mês de março constatou um crescimento de 96% no "varejo de autosserviços", os supermercados. No mesmo período, todo o comércio digital subiu 13%. Junto a isso, os supermercadistas ganharam o desafio de realizar as entregas em um  prazo viável para os consumidores.  Na rede de supermercados Hippo, de Florianópolis, a tecnologia se tornou uma aliada fundamental para conseguir dar conta de atender o aumento da demanda. A rede fazia em média 46 entregas diárias no mês de março, e viu esse número passar para 150 em abril.  Por meio de uma parceria com a Equilibrium, iniciada em janeiro de 2020, o Hippo conseguiu rapidamente melhorar o processo de logística. A startup desenvolveu uma plataforma de digital supply chain, na qual é possível conectar empresas que têm necessidade de transporte de cargas com diferentes perfis de transportadoras, além de gerenciar todas atividades do fluxo logístico, da separação do pedido até a entrega para o cliente final.  

“Logo no primeiro mês de uso da solução houve um ganho de 30% na capacidade de entrega e foi constatada a necessidade de contratação de mais pessoas para atuarem na separação dos pedidos. Porém, sem estar nos planos, a Covid-19 apareceu e as pessoas simplesmente passaram a fazer compras online, triplicando o volume de pedidos nesse período e, consequentemente, a necessidade de otimizar o processo logístico”, explica Gabriel Fernandes, Head de Tecnologia e Inovação do supermercado.
O Hippo e a startup se aproximaram em 2019 através do LinkLab ACATE (Associação Catarinense de Tecnologia),  espaço de inovação que aproxima média e grandes empresas a startups. A Equilibrium estava chegando no mercado, e viu no LinkLab a oportunidade de criar conexões com as corporates que buscam inovação e acelerar os seus negócios. 
“O maior desafio para uma startup é conseguir os primeiros clientes. Para a Equilibrium esse projeto é de extrema importância, pois estamos gerando valor para o nosso cliente, trazendo redução de custos e maior eficiência operacional. A quarentena acelerou a nossa parceria e crescemos juntos”, destaca Marcos Arante, CEO da Equilibrium.
    Confira o vídeo da matéria que saiu no Tech SC (Globoplay).

Com tecnologia de Nina, Unimed Grande Florianópolis diminuiu em até 30% faltas em consultas e procedimentos

A procura pela transformação digital é uma tendência em negócios de todos os setores — e na saúde não é diferente. Em busca de startups para trazer soluções ao seus desafios de inovação, a Unimed Grande Florianópolis procurou o LinkLab, programa de inovação aberta da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), que tem objetivo de aproximar startups de médias e grandes empresas. Por meio do programa, ocorreu a conexão com a startup Nina Tecnologia, que desenvolve o sistema de confirmação de presença em consultas e exames para qualquer tipo de estabelecimento com procedimentos agendáveis, padronizando tarefas sem necessidade de intervenção humana. A diminuição de custos e a aceleração de processos são alguns dos benefícios que a tecnologia pode oferecer às corporates. A ferramenta diminuiu em 30% o volume de faltas em consultas e procedimentos, em comparação com o trabalho manual que antes era realizado por até cinco pessoas. Por meio de mensagem no WhatsApp, SMS, chamada telefônica, e-mail e push notification, a plataforma funciona de forma integrada ao software de gestão da empresa e pode ser customizada de acordo com a preferência do cliente “Nossa expectativa é revolucionar o mercado de agendamento de consultas e procedimentos. Participar da cápsula de inovação no LinkLab São José está nos ajudando nessa missão. Através dela, em quatro meses, estamos contando com serviços de nove startups, tendo um projeto já finalizado, dois em andamento e ainda cinco startups em negociação”, conta Juliano Varnier, Gerente de Tecnologia e Inovação da Unimed Grande Florianópolis. O objetivo do LinkLab, que já está em operação desde 2017 e, em 2019, atingiu 300% de crescimento em número de unidades e 280% em empresas patrocinadoras conectadas, é facilitar o contato e a conexão entre esses players e favorecer a geração de negócios. O programa utiliza diversos artifícios para atingir este objetivo, como a disponibilização de um espaço colaborativo e compartilhado que as empresas participantes podem frequentar diariamente, além de eventos, workshops, mentorias para auxiliar as startups em seu desenvolvimento e apresentação de pitches para investidores e diretorias das grandes empresas. “É muito importante para uma startup com pouco tempo de vida ter em seu portfólio de clientes uma empresa do porte da Unimed Grande Florianópolis, isso nos traz credibilidade no mercado e novas oportunidades de negócios no segmento”, conta Roberto Dozol Machado, CEO da Nina Tecnologia, que também atende as sedes da Unimed Litoral e Tubarão. O LinkLab é um programa que opera em rede, e conta hoje com três unidades — Florianópolis, São José e Joinville — 31 corporates e mais de 45 startups conectadas. Um dado que permite identificar o potencial transformador do programa está relacionado ao PIB interno do LinkLab nas cidades. Em São José, por exemplo, juntando o faturamento anual de todas as corporates conectadas ao programa, o projeto soma mais de R$ 22 bilhões.  Segundo Silvio Kotujansky, vice-presidente de Mercado da ACATE, o case da Unimed Grande Florianópolis evidencia como um ecossistema organizado, junto a uma metodologia consistente de conexão, planejamento e acompanhamento das relações, pode elevar de forma significativa o grau de inovação no mercado. “Acredito que a estrutura desenvolvida, somada aos modelos de parceria e à experiência dos times do LinkLab e de Transformação Digital das corporates, tem gerado grande impacto no crescimento de ambos negócios”, afirma Kotujansky.

Solução da Teltec Solutions elaborada em parceria com startups WiFeed e Smetro vence Brazil Innovation Challenge da Cisco Systems

A conexão de grandes empresas com startups por meio de programas de inovação aberta tem sido uma estratégia para a criação de negócios inovadores. Exemplo disso é a Store Automation Management (SAM), solução desenvolvida pela Teltec Solutions por meio do NexusLab, laboratório de inovação da Teltec que integra o LinkLab, iniciativa de inovação aberta da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE). O SAM ganhou o prêmio de melhor projeto no programa Brazil Innovation Challenge for Partners (BIC), lançado começo do ano pela multinacional Cisco Systems. Com foco em três segmentos, Varejo, Indústria e Saúde, o programa da Cisco incentivou a busca de soluções que resolvessem problemas reais enfrentados por esses setores. Vencedora da categoria Varejo, a tecnologia da Teltec, em parceria com as startups WiFeed e Smetro, duas startups conectadas à empresa através do LinkLab, também se destacou como melhor projeto entre as demais categorias, ganhando a premiação geral. “Dentro de nossa estratégia de transformação e como apoiadora do LinkLab, a conexão com as startups do programa foi fundamental para a complementaridade no desenvolvimento da solução. Este marco nos deixa a certeza que existem muitas possibilidades à nossa frente”, destaca Diego Brites, Diretor Geral da Teltec Solutions e Vice-presidente de Relacionamento da ACATE. Desenvolvido totalmente em ambiente Cloud, o SAM oferece ao varejista diversas possibilidades de automatizar a operação de loja, gerando mais inteligência de dados. Ele utiliza tecnologias Cisco, com a possibilidade de integração a outros sistemas, tais como sensores de ambiente e plataformas de marketing. Devido ao momento atual, a solução foi adaptada de forma a permitir também o monitoramento do fluxo de pessoas aglomeradas em determinado local de uma loja com grande espaço físico, dando a possibilidade de intervenções para garantir a segurança de clientes e colaboradores. O principal objetivo do projeto da Teltec era integrar diversas fontes de dados e informações que uma loja de varejo possui em uma única solução, possibilitando aos gestores tomar decisões estratégicas em tempo real. Para isso, a Teltec buscou especialistas do setor e se conectou por meio do LinkLab às startups WiFeed, plataforma de mídia que veicula anúncios através do Wi-Fi, e à Smetro, empresa de sensores conectados que produz soluções para o segmento de IoT.  Além de tornar possível a monetização da rede para locais físicos e permitir um novo formato de mídia para anunciantes, a Wifeed possibilitou a coleta de dados de perfil dos usuários, gerando insights comportamentais para que o projeto do SAM pudesse proporcionar aos gestores uma melhor compreensão da jornada de cliente na loja. “Fazer parte deste projeto nos deu a oportunidade de demonstrar o valor do nosso produto para a principal empresa do mercado de Wi-Fi global, que é a Cisco. Certamente foi o piloto de um produto que tem muito potencial e que pode gerar muito valor ao mercado, trazendo benefícios para ambas as empresas. É inovação que gera resultado na prática”, destaca Bruno Saldanha Guimarães, CEO da WiFeed.

Parceria entre WiFeed e Teltec na rede Wi-Fi do Startup Summit concretiza sucesso do projeto

A parceria entre WiFeed e Teltec gerou um engajamento de 93% do público que acessou o Wi-Fi no Startup Summit para as empresas patrocinadoras do projeto, Inovabra e Ambev. As duas associadas à ACATE foram conectadas pelo LinkLab, programa de inovação aberta da Associação Catarinense de Tecnologia. A Teltec foi a fornecedora da internet via Wi-Fi do evento, que aconteceu durante os dias 15 e 16 de agosto. Das 4 mil pessoas que participaram do Startup Summit, 1901 acessaram a internet gratuita via Wi-Fi. A WiFeed, plataforma de mídia que veicula anúncios através do Wi-Fi, se uniu ao projeto com o objetivo de monetizar parte do serviço, transmitindo as campanhas publicitárias da cervejaria Ambev e do Inovabra, programa do banco Bradesco. Durante o Startup Summit, o usuário tinha acesso ao Wi-Fi de forma gratuita após inserir alguns dados pessoais, como sexo, idade e e-mail – o telefone era opcional – e ser impactado por uma campanha de um dos dois patrocinadores do projeto, Ambev e Inovabra. De acordo com a WiFeed, foram gerados nos dois dias de evento 1901 leads, que resultaram em um engajamento de 93% – taxa de usuários que interagiram de alguma forma com a campanha. A plataforma da WiFeed não obriga a interação com a campanha publicitária para ter acesso ao Wi-Fi. De acordo com o CEO e co-fundador da startup, Bruno Guimarães, esse evento foi essencial para o portfólio da WiFeed. “Nos faltava um case deste tamanho, com essa quantidade grande de acessos, para podermos prospectar clientes maiores. Ficamos felizes com o resultado, nosso sistema funcionou muito bem” celebra. Para o head de inovação da Teltec, David Silva, a experiência também foi produtiva. “O fluxo de acessos foi muito grande, e mesmo assim a campanha funcionou normalmente. Isso nos deu segurança para replicarmos essa ação em outros eventos deste porte”, destacou David.     Satisfeita com o resultado no evento, a Ambev visa ampliar a parceria com a WiFeed. O sistema da startup será instalado em dez quiosques Chopp Brahma, localizados em Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro. O Startup Summit traz boas lembranças para WiFeed e Teltec. Não apenas pela campanha bem sucedida neste ano, mas também pelo evento ser o local em que a startup e a corporate se encontraram pela primeira vez. No ano passado, a Teltec se mostrou interessada no projeto da startup e a indicou ao LinkLab, que é o programa da ACATE responsável por conectar empresas nascentes a médias e grandes empresas. LinkLab As duas empresas destacaram a importância do LinkLab para o alcance dos seus objetivos. O programa de inovação aberta da ACATE possui sedes no CIA Primavera, CIA São José e será inaugurado no Ágora Tech Park, em Joinville, em setembro. O resultado positivo da conexão entre a WiFeed (startup) com a Teltec (corporate) corrobora os indicadores do programa, que tem taxa de 43% de sucesso nos negócios fechados. Desde outubro de 2018, quando a WiFeed entrou no LinkLab, a empresa, que possuía poucos clientes, aumentou seu ticket médio em 500% e o faturamento em 1500%. O crescimento médio de faturamento das startups no LinkLab é de 118%. Para Bruno Guimarães, o desenvolvimento da empresa não aconteceu só nos números. “Ao entrarmos no LinkLab, também nos inserimos nesse ecossistema, começamos a participar dos eventos e nos tornamos mais vistos. O relacionamento com as startups e as corporates torna o LinkLab um local muito bom para trabalhar”, afirma o CEO da WiFeed. O head de inovação da Teltec, David Silva, também valoriza a experiência no programa de inovação aberta da ACATE. “Entramos como um dos primeiros patrocinadores do LinkLab, em 2017, era uma experiência nova para a Teltec. Desde então, aprendemos bastante e desenvolvemos novas formas de estar conectado a esse ecossistema”, comentou. Além da WiFeed, a Teltec também é conectada pelo LinkLab com as startups Intexfy, VCX e a Keeps.   Fonte: ACATE

Brognoli promove saúde e bem-estar para os funcionários utilizando plataforma da GoGood

A iniciativa de ser uma das marcas patrocinadoras do LinkLab, da ACATE, colocou a Brognoli Negócios Imobiliários em contato com visão de ponta e sinalizou para a fundamental preocupação com o desenvolvimento de uma cultura de bem-estar no ambiente de trabalho. Com a experiência de troca com startups, oferecido pelo LinkLab, foi amadurecido um projeto colaborativo desenvolvido com a GoGood. A GoGood possui uma plataforma de saúde e bem-estar corporativo, apoiada no uso de tecnologias e gamification - os funcionários se integram a uma agradável disputa na qual hábitos mais saudáveis se transformam em pontos, bônus e benefícios. A Brognoli passou a utilizar a plataforma com as equipes de diferentes áreas e agências. A campanha inicial, em seus sete meses de duração, conseguiu angariar a participação de mais de 50% do corpo total de funcionários da imobiliária. Conforme fossem aderindo a hábitos e posturas mais saudáveis, os colaboradores acumulavam pontuação, contabilizada com ajuda de aplicativos que monitoravam e revertiam em pontos atividades como bike e corrida. “Em se tratando de cultura organizacional, a iniciativa também foi excelente, com aumento no engajamento dos colaboradores e perceptível melhoria na qualidade de vida. Nosso corpo de funcionários está mais ativo, satisfeito e melhorou os hábitos de alimentação. Isso tem reflexo direto na qualidade do atendimento, com maior satisfação dos clientes. Mais de 70% dos colaboradores reconhecem e valorizam, de forma mais positiva, nossa preocupação com sua saúde e o impacto social gerado pela atuação da empresa”, analisa o CEO da Brognoli Negócios Imobiliários, Eduardo Barbosa. Veja os índices gerados pela parceria entre Brognoli e GoGood, na primeira etapa da campanha de promoção de qualidade de vida

  • 95 colaboradores participantes,
  • 956 atividades físicas realizadas, 2.900 km de corrida e 3.800 km percorridos de bicicleta;
  • A frequência das atividades físicas dos colaboradores está 40% maior;
  • Redução de 4% no número de afastamentos por atestado;
  • O engajamento dos funcionários com a empresa cresceu 61%;
  • 38% dos participantes consideram que a qualidade da sua alimentação melhorou e 29% declaram adoecer menos;
  • O clima da empresa e a integração entre os colaboradores está melhor para 57% deles;
  • A produtividade pessoal melhorou para 53% das pessoas que aderiram à plataforma;
  • A transformação digital da empresa está mais clara para 85% dos colaboradores;
  • 71% dos usuários também afirmam perceber melhor a preocupação da Brognoli com sua saúde.

Road Labs é premiada em Seminário de Geração da ENGIE

Road Labs foi conectada à ENGIE em 2018 pelo programa de inovação aberta da ACATE, o LinkLab.
O case envolvendo a Road Labs, empresa que atua na gestão de conservação de grandes infraestruturas, conquistou o 3º lugar no 6º Seminário de Geração da ENGIE Brasil Energia, realizado em Florianópolis, dos dias 18 a 20 de março. A startup foi conectada à corporate pelo LinkLab, programa de inovação aberta da ACATE, em 2018. O sistema premiado automatiza processos na gestão de equipes e serviços em reservatórios de hidrelétricas. De acordo com o fundador e um dos sócios da Road Labs, Pedro Fornari, a empresa, criada em 2017, anteriormente havia feito projetos no mercado de infraestrutura, com a gestão e conservação de rodovias. No ano passado, a ENGIE Brasil Energia, uma das corporates que patrocinam o LinkLab, observou uma possível solução no serviço prestado pela startup e iniciou as tratativas para uma parceria. Fornari destacou a importância do LinkLab, espaço em que a empresa está situada até hoje, na concretização do projeto. “A participação do LinkLab no desenvolvimento da Road Labs é bastante significativa. O programa nos ajudou muito, tanto para modelar o negócio – por meio de mentorias e workshops -, quanto no fechamento de novos contratos”. Os representantes do setor de inovação da ENGIE Brasil Energia, Rafael Calado e Mariana Quadros, também destacam o papel do espaço no processo de inovação das grandes empresas. “Nós nunca tínhamos trabalhado com uma startup no Brasil. Estamos há dois anos aqui no LinkLab, que é nosso principal parceiro de inovação aberta para conexão com as startups”, comentou Rafael. “A Road Labs é claramente um case que mostra que esse tipo de conexão com as corporações pode criar valor”, salientou Mariana. Atualmente, as usinas de Itá, no oeste de Santa Catarina, e Machadinho, no extremo norte do Rio Grande do Sul, contam com o HidrOs, sistema da Road Labs para gestão de equipes e serviços, que automatiza processos em reservatórios de hidrelétricas. De acordo com Fornari, os registros que antes eram homologados de três a quatro dias, hoje são feitos em duas horas. O sistema ainda está em processo de adaptação, mas a expectativa é que seja instalado em outras usinas hidrelétricas da ENGIE.
  Fonte: ACATE

Marisol faz POCs com soluções de mapeamento, previsibilidade e inteligência artificial utilizando tecnologia da Deepen

A Deepen é uma empresa de tecnologia focada no aprofundamento da análise de dados, otimizando a transformação de negócios em data-driven e revolucionando o processo de tomada de decisão. A startup atua em 5 diferentes verticais: Franquias/Varejo, Educação, Imobiliário, Marketing e Saúde. No LinkLab, a Deepen conectou-se com 3 empresas patrocinadoras, desenvolvendo projetos nas diferentes verticais e gerando milhares de reais em negócios. Com a Marisol, foram realizados 3 projetos de Prova de Conceito envolvendo soluções de mapeamento, previsibilidade e inteligência artificial. A primeira POC realizada nesta conexão foi o mapeamento para expansão de lojas de uma das redes de franquias da empresa, a partir dos dados comportamento de consumo em uma das lojas, situada em uma cidade do norte catarinense. Assim, a Marisol teve acesso às informações de viabilidade geográfica da abertura da franquia, atingindo mercados potenciais e reduzindo o tempo de pesquisa de mercados potenciais. O segundo projeto foi a Prova de Conceito realizada referente ao tema Inteligência no Abastecimento de Lojas. A partir de um exemplo de uma loja de franquia localizada no interior de São Paulo, a Deepen conseguiu entregar para a Marisol uma visão real do seu negócio, com definições de aumento e diminuição da demanda por produtos. A última, ainda em desenvolvimento, é para Inteligência na definição do mix de produtos em diversos artigos de uma das marcas da Marisol. Assim, o projeto visa gerar uma análise aprofundada de perfis de consumidores, prevendo tendências de mercado e fortalecendo estratégias.