s
About Us
Lorem Ipsum is simply dummy text ofering thetonat sunrising printing and typesetting industry seo is partysipati carma. Lorem Ipsum is simply dummy,
Follow Us

Blog

Como o Japão pode liderar a 4ª Revolução Industrial?

A tecnologia está em todo lugar e o smartphone é a grande prova disso, já que hoje todo mundo possui um aparelho celular. E quem imaginaria que um dia ele iria se transformar também em um computador e uma câmera fotográfica? Esses aparelhos estão evoluindo mais a cada versão lançada e isso é apenas um pedacinho de tudo que a tecnologia pode nos proporcionar no caminho para a 4ª Revolução Industrial.

Agora tente imaginar como essa tecnologia pode fazer a diferença na área da saúde. Que tal ser diagnosticado sem precisar ir ao médico, por exemplo? Tudo através da Inteligência Artificial (IA) na nuvem e um aplicativo no seu celular. Muito legal, não é? Pois isso se tornará realidade. Esse aplicativo emitiria o diagnóstico e uma receita médica e, logo após, você entregaria a receita à farmácia mais próxima, onde seria impresso seu medicamento em 3D. Seja bem-vindo à 4ª Revolução Industrial (4IR)!

Japão em prol da 4ª Revolução Industrial

A 4ª Revolução Industrial nada mais é que as mudanças rápidas proporcionadas pela evolução da ciência e da tecnologia. Agora é a vez da Inteligência Artificial (AI), da Internet das Coisas (IoT) e do Big Data.

O Japão está liderando essa revolução e criou um centro juntamente com o Fórum Econômico Mundial (WEF) para trabalhar essa inovação global. Mas por que o Japão? Bem, o país asiático possui várias vantagens, como disciplina, habilidade técnica, uma forte indústria de apoio, profissionais dedicados e capacitados e um excelente setor de robótica, muito utilizado na indústria – sem falar no domínio da inteligência artificial.

Por ter todos esses recursos, o Japão vem trabalhando em diversas inovações no seu centro de pesquisa. Entre algumas contribuições que o WEF aguarda do país, a medicina de precisão é uma área que traz bastante expectativa.

Para quem não sabe, a medicina de precisão está focada no estilo de vida dos seus pacientes, identificando abordagens eficazes com base em fatores genéticos e também ambientais. O objetivo é identificar a doença com mais rapidez e precisão.

Uma das doenças preocupantes é a obesidade. Com o seu alto crescimento no mundo, pesquisadores japoneses encontraram uma forma de analisar e prever a doença. Através dos biomarcadores, que são substâncias no sangue, os japoneses conseguem estimar o risco da doença pelo paciente. Essa análise é de Big Data, que também está sendo utilizado para estudos sobre o câncer e outras doenças terminais.

Outras inovações do Japão

A Inteligência Artificial no Japão é, sem dúvida, o carro-chefe da 4ª Revolução Industrial. O país é rico no assunto – e entendido. Para você ter uma ideia, no país asiático, IA já é realidade há muito tempo. Até a polícia municipal da cidade de Kanagawa, no Japão, criou um sistema com inteligência artificial supostamente capaz de prever quando e onde crimes e acidentes têm mais chances de ocorrer. Incrível!

Pois é. Na medicina também já é possível encontrar inovações, como o aparelho de mobilidade individual, criado pela Honda, que ajuda quem precisa caminhar. O aparelho é leve – tem pouco mais de dois quilos e meio – e permite à pessoa que tem dificuldade de andar realizar a marcha.  

Segundo Makoto Shibata, um dos técnicos da Honda, em entrevista feita pelo site Euronews de Portugal, o andador funciona com dois motores, uma bateria e um computador no lado de trás. Enquanto a pessoa anda, o computador capta e assiste o movimento das pernas humanas. A comunicação entre o dispositivo e o tablet funciona como a assistência a um carro de corrida nos boxes.

A robótica também é outro destaque japonês para a 4ª Revolução Industrial. O país já utiliza robôs em vários setores. Não estranhe, por exemplo, se for atendido por um robô em uma recepção de um hotel em Tóquio. Essa é a nova realidade do país, chamada de Sociedade 5.0, onde robôs vão substituir o trabalho feito por humanos.

Na área da medicina, o Japão apresentou enfermeiros robôs, que ajudam a carregar os pacientes de um ambiente para outro. Eles foram programados para atender idosos, já que é crescente o número de pessoas da terceira idade no país. Uma pesquisa confirmou que um enfermeiro carrega um paciente 40 vezes por dia. Com o robô, isso não será mais preciso.  

A novidade é que alguns desses robôs enfermeiros já fazem o atendimento ao paciente – são os robôs humanoides. Eles passam instruções de exercícios e atividades para os pacientes. Criada pela Softbank, essa inovação ainda está sendo testada no país.

Além dessas, existem outras invenções interessantes que trarão benefícios para a medicina mundial. Quando o assunto é inovação e tecnologia, o Japão estará à frente e buscará novidades para ajudar a sociedade.